VACINAÇÃO E O CORONAVÍRUS

Boletim Informativo
Coronavírus – COVID-19
04/2020

Ainda não há vacina contra o novo Coronavírus.

Diversos institutos de pesquisa ao redor do mundo estão envolvidos nesta luta para descobrir, incluindo o Instituto Oswaldo Cruz aqui do Brasil.

Os meios acadêmicos discutem estudos que estão sendo realizados através da revisão de casos e estatísticas. Alguns pesquisadores levantam a possibilidade de menor contaminação de populações de áreas onde houve vacinação em massa nos anos anteriores.

Observação: Isto não aconteceu na Lombardia, norte da Itália, que foi o 1º epicentro mundial do novo Coronavírus fora da China. A região não realizou a vacinação em massa como no Sul da Itália, onde a quantidade de casos foi muito menor. Lá foi realizada vacinação maciça devido a diversas epidemias no período pós 2ª Guerra.

Outros cientistas trazem estudos em relação a vacina contra Tuberculose e alguns advogam em relação a vacina contra o Sarampo, que poderiam conferir imunidade a este vírus. Nenhuma é aceita definitivamente como método de prevenção mas, sabemos da importância e necessidade da realização das vacinas, não só nos períodos de epidemias ou pandemias mas, efetivamente nas regulares campanhas de vacinação da população em geral.

Algumas doenças quase erradicadas pela agenda de vacinação vem voltando a baila e provocando mortes desnecessárias. É o caso do Sarampo, Tuberculose e Meningite que retornaram ao nosso cotidiano devido ao esmorecimento da população em participar das campanhas de vacinação.

Não devemos esquecer da vacina contra a Gripe e Pneumonias que, principalmente, na população idosa e vulnerável como os doentes crônicos e crianças, evita mortes anualmente.

Reforçamos a necessidade de proteção conferida pela conscientização da importância em manter a sua carteira de vacinação em dia. A agenda de vacinação deve ser seguida conforme a idade e período de vacinação.

Proteja-se, e a seus parentes, através da vacinação regular. Esta é uma das formas mais simples e de menor custo, para se evitar doenças fatais ou debilitantes.

Atenciosamente,
Gestão de Saúde Victory

TOP