SEM PROVAS, RÚSSIA DIZ QUE VACINA TAMBÉM “TEM MAIS DE 90%” DE EFICÁCIA

Horas após a farmacêutica americana Pfizer divulgar que sua vacina contra o novo coronavírus apresentou uma eficácia de 90% nos voluntários testados, o ministério da saúde da Rússia também afirmou que a vacina desenvolvida pelo Instituto Gamaleya tem a mesma porcentagem de proteção. Dados não foram apresentados para comprovar a fala de Oksana Drapkina, diretora de um instituto de pesquisa ministerial.

“Somos responsáveis por monitorar a eficácia da Sputnik V em pessoas que receberam a vacina como parte do nosso programa de imunização em massa. Com base em nossas observações, a eficácia também é de mais de 90%. A aparição de outra vacina eficaz — isso é uma boa notícia para todos”, afirmou Drapkina, segundo a agência de notícias Reuters.

O uso doméstico da vacina russa já foi permitido mesmo sem a finalização de todas as fases necessárias para a aprovação de uma eventual vacina contra a covid-19 e o país foi o primeiro (e único) a registrar uma proteção do vírus no mundo.

A vacina da Rússia sempre esteve sob os holofotes — na maioria das vezes, negativos. A falta de apresentação de dados consistentes em relação às fases de estudo da vacina, a pressa para que ela fosse aprovada e a liberação recente do primeiro lote da vacina aumentaram ainda mais a preocupação das autoridades no mundo todo. Essa desconfiança se mantém como um dos maiores empecilhos e, até os resultados forem confirmados, a cautela é a melhor forma de lidar com a situação.

A imunização russa é baseada no adenovírus humano fundido com a espícula de proteína em formato de coroa que dá nome ao coronavírus.

É por meio dessa espícula de proteína que o vírus se prende às células humanas e injeta seu material genético para se replicar até causar a apoptose, a morte celular, e, então, partir para a próxima vítima.

Especialistas em saúde pública seguem prevendo as vacinas para meados de 2021.

Fonte: https://exame.com/ciencia/sem-provas-russia-diz-que-vacina-tambem-tem-mais-de-90-de-eficacia/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP