SÃO PAULO VOLTA A REGISTRAR RECORDE DE NOVOS CASOS DE CORONAVÍRUS

Nas últimas 24 horas, o estado de São Paulo registrou 16.777 casos confirmados de covid-19, batendo novo recorde. O recorde anterior havia ocorrido no dia 2 de julho, quando o estado somou 12.244 casos.

O estado chegou a contabilizar mais de 19.000 casos em um único dia, mas isso tinha sido resultado de um acúmulo de dias por causa de um problema no sistema de contabilização do Ministério da Saúde. Do total de novos casos, 9.683 são ativos, confirmados por meio de exames de RT-PCR.

Segundo o novo secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, o recorde se deve ao aumento do número de exames que estão sendo processados no estado, mas não apresentou dados. “Não é piora estatística, mas maior testagem”, destacou.

De acordo com o coordenador executivo do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, João Gabbardo, o número de casos notificados nas últimas 24 horas “foi maior do que era esperado.”

No entanto, disse ele, o número de casos deve ser sempre analisado por sua média móvel, ou seja, a soma dos números registrados durante toda a semana, dividida pelo número de dias.

“Nesta semana, de domingo até hoje, 22, da 30ª Semana Epidemiológica, vamos chegar a 27.000 casos confirmados. Nos mesmos dias, na semana anterior, a 29ª Semana Epidemiológica, tivemos 35.000 casos confirmados. Nesta semana, comparando com a semana anterior, tivemos decréscimo de 22%. Então não nos preocupa esse número [recorde das últimas 24 horas]. Provavelmente ontem saiu um quantitativo de resultados de laboratórios de dias em que estava com demanda reprimida”, disse.

Com isso, o estado soma 439.446 casos confirmados do novo coronavírus. Até este momento, o estado registra 20.532 mortes por covid-19, sendo 361 delas contabilizadas nas últimas 24 horas. Todo o estado está em amplo processo de reabertura, com pelo menos 83% da população em fases mais brandas de isolamento social.

Há 5.416 pessoas internadas em unidades de terapia intensiva (UTIs) de todo o estado em casos confirmados ou suspeitos da doença, além de 8.055 pessoas internadas em enfermarias. A taxa de ocupação de leitos de UTI no estado está em torno de 66,5%, enquanto na Grande São Paulo gira em torno de 64%.

Segundo Gabbardo, houve um pequeno aumento na ocupação de leitos de UTI no estado nos últimos dez dias. Mas isso, segundo ele, “é um número muito pequeno.” “E consideramos que esse aumento na região metropolitana esteja ocorrendo por migração de pacientes do interior”, justificou.

Interior em alerta

Pela primeira vez, o interior ultrapassou a capital no número total de casos confirmados de covid-19. Segundo o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, o interior soma 170.515 casos confirmados da doença (40,35% do total de casos) e a capital, 167.801 (39,71%).

O restante de casos é registrado na Grande São Paulo e na Baixada Santista. Até o momento, o estado contabiliza 439.446 casos confirmados do novo coronavírus, com 20.532 mortes.

Na segunda-feira, 20, o interior já havia ultrapassado a Grande São Paulo (excetuando a capital) no total de óbitos provocados pelo vírus, o que mostra a interiorização da epidemia no estado paulista.

“Na semana [epidemiológica] 20, o interior representava 14,07% dos óbitos que ocorreram naquela semana. Na semana [epidemiológica] 25, esse número foi para 33,87%. E agora, na semana passada [29ª semana epidemiológica], 45,91%, comprovando a interiorização da pandemia”, afirmou Vinholi.

Fonte: https://exame.com/brasil/sao-paulo-volta-a-registrar-recorde-de-novos-casos-de-coronavirus/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP