SÃO PAULO JÁ FEZ 1,78 MILHÃO DE TESTES PARA DETECTAR O CORONAVÍRUS

estado de São Paulo já realizou mais de 1,78 milhão de testes para identificar a presença do coronavírus. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, 30, pelo Centro de Contingência da covid-19. 

De acordo com o coordenador do comitê de saúde, Paulo Menezes, no começo da pandemia, em março, o estado realizava uma média de 900 testes por dia. Atualmente esta capacidade está em 21.000.

Do total, a maior parte, 60%, foi do tipo RT-PCR que identifica a presença do vírus ainda ativo dentro do organismo. O teste chamado rápido, que indica se a pessoa já teve a doença, foi o método usado em 27% dos casos. E em 13%, foram utilizados outros tipos de testagem.

“Nós temos uma proporção de positividade de aproximadamente 1 a cada 3 testes realizados, do tipo RT-PCR, e 1 a cada 4, do teste rápido”, disse Paulo Menezes em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

Ministério da Saúde tem 9,85 milhões de testes parados

Ministério da Saúde ainda guarda em seus estoques 9,85 milhões de testes, segundo documentos internos da pasta aos quais o Estadão teve acesso.

O número é quase o dobro dos cerca de 5 milhões de unidades entregues até agora pelo governo federal aos estados e municípios. O exame encalhado é do tipo RT-PCR, considerado “padrão-ouro” para diagnóstico da doença.

O principal motivo para os testes ficarem parados nas prateleiras do ministério é a falta de insumos usados em laboratório para processar amostras de pacientes. Isso porque, segundo informam secretários de saúde, não adianta só enviar o exame, também é preciso distribuir reagentes específicos.

Fonte: https://exame.com/brasil/sao-paulo-ja-fez-178-milhao-de-testes-para-detectar-o-coronavirus/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP