REMÉDIO QUE PREVINE COÁGULOS REDUZ COMPLICAÇÕES EM PACIENTES COM COVID-19

Um remédio usado para prevenir coágulos sanguíneos ajudou a reduzir o risco de ataques cardíacos, derrames e outros problemas causados por coágulos sanguíneos em pacientes com coronavírus, relataram pesquisadores norte-americanos nesta segunda-feira (22).

Pesquisadores do Northwell Health de Nova York distribuíram o medicamento, da marca Xarelto, a 4,9 mil pacientes que haviam sido tratados e depois enviados para casa. Eles deram placebos a outros 4,9 mil pacientes com coronavírus que receberam alta. Cada grupo foi acompanhado por cerca de seis semanas.

Os pacientes que receberam Xarelto, conhecido genericamente como rivaroxabana, tiveram uma redução de 28% nas chances de desenvolver coágulo sanguíneo na perna, conhecido como trombose venosa profunda, relataram Alex Spyropoulos e colegas do Northwell no Journal of the American College of Cardiology.

Segundo o estudo, o risco de outros coágulos sanguíneos conhecidos como tromboembolismos venosos, ataques cardíacos, derrames ou outros tipos de morte cardíaca foi 28% menor nos pacientes que receberam o Xarelto.

Os pacientes tinham, em média, cerca de 68 anos de idade, e, segundo os médicos, não houve aumento nos problemas de sangramento – um efeito colateral conhecido do medicamento.

“Somos encorajados pelos resultados do estudo a reduzir potencialmente esses episódios tromboembólicos com risco de vida, expandindo o uso de rivaroxabana para pacientes pós-hospitalização”, afirmou Spyropolous em comunicado. “Através desta pesquisa, a Northwell Health adaptou sua política de tratamento para pacientes com Covid-19 que receberam alta e outros em risco em todo o sistema de saúde”.

O aumento da coagulação sanguínea em todo o corpo é um sintoma conhecido da infecção por coronavírus, e os médicos vêm testando vários anticoagulantes em pacientes para ver se podem ajudar com segurança.

Fonte:

https://www.cnnbrasil.com.br/saude/2020/06/22/remedio-que-previne-coagulos-reduz-complicacoes-em-pacientes-com-covid-19

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP