OMS DIZ QUE HÁ ‘INDÍCIOS DE ESTABILIZAÇÃO’ DA CURVA DE CONTÁGIOS NO BRASIL, MAS PEDE CAUTELA

A curva de contágios do novo coronavírus no Brasil se estabilizou ao apresentar um menor crescimento nos novos casos diários, mas ainda é cedo para concluir se o país já alcançou o pico da doença, destacou nesta quarta-feira (17) a Organização Mundial da Saúde (OMS).

“O crescimento não é tão exponencial como era anteriormente. Há alguns indícios de que a situação se estabilizou, mas temos visto em outros países que, após certa estabilização, os casos podem aumentar outra vez”, alertou o diretor de Emergências Sanitárias da OMS, Mike Ryan.

Atualmente, o Brasil tem 923.189 casos confirmados de Covid-19 e mais de 45 mil mortes; o número de recuperados da doença está em 441.729.

Segundo o especialista, “é um momento para sermos extremamente cautelosos e focados nas medidas de distanciamento, higiene e redução de eventos de massa”.

Ryan pediu apoio aos grupos mais vulneráveis na pandemia, como indígenas e moradores de favelas e outras áreas onde o distanciamento físico e as medidas de higiene são mais difíceis de serem aplicadas.

Na opinião de Ryan, um país “com uma longa história” de combate a doenças epidêmicas “pode controlar a doença (Covid-19) com sucesso” se continuar unido. De acordo com o consórcio de veículos de imprensa que coleta dados sobre a pandemia no Brasil, o país já teve 45.585 mortes e 934.769 casos confirmados até esta quarta-feira.

Fonte: https://jovempan.com.br/noticias/brasil/oms-indicios-estabilizacao-curva-contagios-brasil-cautela.html

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP