Doenças pré-existentes e os pacientes com COVID-19

Boletim Informativo
Coronavírus – COVID-19
07/2020

Em meio a pandemia do Covid-19 no Brasil, há preocupação crescente nos casos mais graves com as comorbidades desconhecidas pelos pacientes. São comuns casos de pacientes com doenças pré-existentes como diabetes, hipertensão e tuberculose que desconheciam estas comorbidades até serem internados com o novo Coronavírus.

Outra preocupação é com aqueles pacientes que sabem da enfermidade, mas não fazem o tratamento adequado. Essa situação aponta como anda a saúde dos brasileiros e demonstra a falta da atenção primária neste cuidado. Muitos ainda acreditam que só devem procurar atendimento de saúde em caso de doença.

Na Covid-19, comorbidades como diabetes, obesidade, hipertensão, tuberculose, etc., aumentam o risco de desenvolvimento de quadros graves. Para pacientes sem tratamento prévio destas doenças, a evolução da Covid-19 pode ser mais grave e, muitos desses casos poderiam não ter evoluído se o paciente estivesse em tratamento adequado.

O paciente com uma doença pré-existente controlada, em tratamento correto, deve responder melhor à Covid-19. Muitas vezes, nos pacientes que não estão com a sua patologia básica controlada, há necessidade de, além de tratar contra a Covid-19, usar medicamentos para controle da doença pré-existente, dificultando, ainda mais, o tratamento do novo Coronavírus.

Uma das maiores dificuldades é a falta de hábito das pessoas, que não se importam com medidas preventivas em relação a sua própria à saúde. Vale ressaltar a importância de se manter uma alimentação saudável, sono adequado, redução e controle do stress, beber água regularmente e praticar exercícios físicos regulares.

Apesar do momento que vivemos, esta é uma boa hora para cuidar da sua saúde. Evitar e/ou tratar as patologias, como as acima citadas,  diminui os riscos de contrair as formas mais graves da Covid-19. Cuide da sua própria saúde SEMPRE com, no mínimo, uma visita anual ao médico para prevenção e controle.

TOP