Danos permanentes nos pulmões de pacientes que tiveram a Covid-19

Boletim Informativo
Coronavírus – COVID-19
06/2020

Indícios apontam uma redução de 20% a 30% na função pulmonar em alguns pacientes que tiveram a doença causada pelo Covid-19.

Pacientes que tiveram a Covid-19 podem ter danos permanentes nos pulmões. Alguns pacientes informam que não conseguem fazer as atividades do mesmo modo após a doença, ficando cansados quando andam mais rápido.

Testes de função pulmonar podem avaliar qual a capacidade respiratória destes pacientes e indicar fisioterapia para ajudá-los na recuperação. Apesar disso, esses pacientes conseguem realizar exercícios cardiovasculares fundamentais para a sua recuperação.

Embora seja cedo para definir efeitos a longo prazo da Covid-19, exames tardios dos pulmões em alguns pacientes mostraram o padrão de “vidro fosco”, o que sugere algum dano nos órgãos. Mesmo assim, é importante ressaltar que os efeitos a longo prazo nos pacientes que tiveram Covid-19, como fibrose pulmonar, por exemplo, ainda não podem ser confirmados.

Além de evitar o tabagismo e ambientes poluídos, é sempre importante melhorar a capacidade cardio-respiratória com exercícios diários, no mínimo com caminhadas de 30 minutos. Isso já pode melhorar muito a condição de ventilação do pulmão, além de estimular o sistema imunológico para proteção do organismo.

TOP