COMO AS EMPRESAS PODEM RETORNAR AS ATIVIDADES COM SEGURANÇA?

Alguns setores já estão podendo retomar às atividades, como é o caso de bares, restaurantes, e até o futebol, que envolve outras áreas para funcionar. Gradativamente, seguindo o plano do Governo Federal, as atividades econômicas vão voltando ao normal.

As medidas impostas pelo Governo e recomendadas pela OMS, vão de uso de máscaras, álcool em gel, distanciamento superior a um metro, além da testagem periódica dos funcionários. “É extremamente importante que as empresas possam testar seus funcionários antes de colocá-los para trabalhar juntos. Caso haja algum assintomático, por exemplo, além de poder infectar os demais, pode transmitir para outras pessoas no trajeto”, explica o médico e sócio-fundador da ISA Home Lab , David Pares.

No mercado, atualmente, existem diversos tipos de testes, como o PCR, Antígeno, IgG, IgM, entre outros. Mas pouco se fala sobre como e quando realizá-los , além da eficácia de cada um deles. “Para que as empresas voltem com segurança e confiança, é preciso tomar cuidado com o tipo de teste que irá aplicar no funcionário. Há muitos testes que não se pode confiar no resultado, como o de farmácia, por exemplo. Além daqueles que estão demorando muito para ficar prontos”, conta Pares.

Dentre os disponíveis no mercado, os quatros mais precisos e eficazes são o PCR, Antígeno, IgM e IgG. Entenda quando é necessário realizar cada um deles e como são feitos:

“O PCR é o teste mais preciso do mercado, com quase 100% de sensibilidade, e, normalmente, o mais indicado para as empresas testarem seus funcionários em massa e saber quem está infectado. O IgM IgG e IgG são, também, muito precisos, porém são direcionados às pessoas que querem saber se tiveram contato com o vírus, por que dosa os anticorpos desenvolvidos pelo corpo após o contágio. Já o método de Antígeno tem uma precisão menor, de 85% e não deve ser feito sozinho, pois sua eficácia é maior quando é correlacionado ao PCR”, alerta o médico.

Os preços e tempo para que o resultado saia, são variáveis, de acordo com cada laboratório. Na ISA Home Lab, laboratório 100% digital, com propósito de transformar a experiência de realizar exames de análises clínicas, os preços variam de R﹩ 120 a R﹩ 320.

“Há laboratórios no mercado que estão entregando resultados com mais de dez dias. Isso pode ser um dificultador para algumas empresas”, explica David. Na ISA, que surgiu exatamente com o propósito de facilitar os processos de realização de exames, testes e vacinas, o tempo para ter o resultado do PCR é de até dois dias úteis, enquanto os demais exames, em até 8h.

A ISA Home Lab leva os testes até as empresas, ou na casa dos funcionários. Basta entrar em contato com a marca, fechar um pacote de quantos testes e agendar o dia, que um coletor mais próximos irá até o local. Além do serviço para empresas, o consumidor final também pode solicitar a coleta, em qualquer região da Grande São Paulo, bastando que o paciente entre no site, escolha a opção de exame e efetue o pagamento – que pode ser em até seis vezes – e agende o melhor dia e horário.“A retomada, não só das empresas, mas de todas as atividades da população, será, de fato, uma fase delicada. Mas podemos minimizar diversos impactos, fazendo o teste de alta precisão e tomando todas as precauções indicadas, tanto pelo Governo, quanto pelos médicos especialistas”, finaliza Pares.

Fonte: https://saudebusiness.com/mercado/como-as-empresas-podem-retomar-as-atividades-com-seguranca/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP