BRASIL CONFIRMA 807 MORTES E 11,6 NOVOS CASOS DE COVID-19 EM UM DIA

O Brasil registrou nas últimas 24 horas a confirmação de 807 mortes e de 11.687 novos casos de Covid-19, informou o Ministério da Saúde nesta segunda-feira (25).

Com os novos números, o país possui 374.898 casos confirmados e 23.473 mortes relacionadas ao novo coronavírus. De acordo com os números da Universidade Johns Hopkins, o Brasil é o segundo país com mais casos da doença (atrás apenas dos Estados Unidos, com 1,6 milhão) e o sexto com mais mortes.

Os números do boletim diário divulgado pelo Ministério da Saúde dizem respeito às confirmações de novos casos e mortes registradas ao longo do último dia, independentemente da data em que tenham ocorrido. Novos casos e mortes demoram a serem confirmados em função dos prazos para a realização de testes e pela própria dinâmica de trabalho das secretarias estaduais de Saúde.

Segundo a pasta, dos casos confirmados, 153.833 são pessoas que já se recuperaram da doença. Outros 197,5 mil casos estão em acompanhamento. Além das 23,4 mil mortes já confirmadas, outros 3.742 óbitos já ocorridos estão sendo estudados para a possibilidade de relação com a Covid-19.

Regiões

O estado de São Paulo, com 83,6 mil casos e 6,2 mil mortes, é o que concentra o maior número de ocorrências da doença no país. Na sequência, aparecem o Rio de Janeiro, que voltou a ser o segundo estado com o maior número de casos, ao se aproximar de 40 mil diagnósticos (39,2 mil). No Rio, foram registradas 4,1 mil mortes.

Na sequência, aparecem Ceará (36,1 mil casos e 2,4 mil mortes), Amazonas (30,2 mil casos e 1,7 mil mortes), Pernambuco (28,3 mil casos e 2,2 mil mortes) e Pará (26 mil casos e 2,3 mil mortes).

A incidência média regional, quando se considera a ocorrência de casos pela quantidade de habitantes, coloca a região Norte ainda como o maior foco da doença, com 394 casos a cada 100 mil habitantes. O Nordeste (220 casos/100 mil pessoas) e o Sudeste (154 casos/100 mil pessoas) aparecem na sequência.

Na análise por estados, Amapá (751 casos) e Amazonas (720 casos) chegam a ter mais de quatro vezes a média nacional, que é de 172,8 casos a cada 100 mil habitantes.

Hidroxicloroquina

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, anunciou que os estudos com hidroxicloroquina para tratamento da Covid-19 foram suspensos para avaliação de resultados. O anúncio foi feito durante a coletiva de imprensa nesta segunda-feira (25).

Na coletiva, o diretor-geral mencionou uma pesquisa publicada pela revista médica The Lancet na última sexta-feira (22), que relatou um aumento na taxa de mortalidade entre os pacientes que utilizaram o medicamento. O estudo também afirmou que os infectados tratados com hidroxicloroquina possuem maior probabilidade de desenvolver arritmias cardíacas. 

O medicamento tem se apresentado como a principal estratégia do Brasil para dar uma “resposta à população” no combate à Covid-19. Em nota e, posteriormente, em uma entrevista coletiva, os técnicos da pasta afirmaram que o governo federal não vai alterar seu posicionamento após a decisão da OMS.

Fonte: https://www.cnnbrasil.com.br/saude/2020/05/25/brasil-confirma-807-mortes-e-11-6-mil-novos-casos-de-covid-19-em-um-dia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP