AULAS NA REDE MUNICIPAL DE SP NÃO VOLTARÃO ANTES DE 7 DE OUTUBRO

Escolas municipais de ensino formal da cidade de São Paulo não poderão retornar suas atividades antes do dia 7 de outubro, segundo previsto em decreto publicado no Diário Oficial desta sexta (21). 

O prefeito Bruno Covas já havia anunciado na última terça-feira que as aulas não voltariam em setembro, conforme estabelecia a primeira previsão do governo estadual.  

A decisão de Covas é baseada nos resultados do Inquérito Sorológico realizado em crianças e adolescentes da rede municipal, que apontaram certo grau de disseminação de forma silenciosa da Covid-19 no ambiente familiar e escolar. Isto é, os resultados mostram que dois terços dos diagnósticos positivos estavam assintomáticos e poderiam se tornar disseminadores silenciosos da doença.

Nesta sexta (21), em nova edição do Decreto Municipal 59.711, o prefeito Bruno Covas estabelece que as aulas de educação formal não voltem antes do dia 7 de outubro, com exceção de instituições de ensino superior e educação profissional que tenham aulas práticas e laboratoriais, bem como cursos de medicina, farmácia, enfermagem, fisioterapia e odontologia, que têm atividades obrigatórias para conclusão. 

Conforme explicou o vice-governador, Rodrigo Garcia, bem como o secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, em coletiva de imprensa na última quarta (19), e ratificado pelo governador João Doria, foram estabelecidas duas datas para retorno das aulas no âmbito estadual, mas dando autonomia aos prefeitos das regiões que estiverem na fase amarela do Plano SP escolherem como o farão. 

A partir de 8 de setembro as escolas poderiam reabrir apenas para recuperação de alunos que apresentassem maior dificuldade durante o ensino à distância. Em 7 de outubro, a retomada efetiva do calendário letivo, mas de forma gradual. Porém, este retorno oficial previsto para o mês de outubro só ocorrerá se 80% das regiões estiverem na fase amarela do Plano SP por, no mínimo, 28 dias consecutivos.

“Os municípios têm a possibilidade de fazer vetos por questões de saúde, mas todo o processo desenhado pelo Estado está mantido. Eles não podem autorizar a abertura das escolas antes do dia 8 de setembro”, concluiu Rossieli.

Fonte:

https://www.cnnbrasil.com.br/nacional/2020/08/21/aulas-na-rede-municipal-de-sp-nao-voltarao-antes-de-7-de-outubro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP