AMERICAS SERVIÇOS MÉDICOS LANÇA TELEORIENTAÇÃO PARA PACIENTES SUSPEITOS E CONFIRMADOS DE COVID-19

Para garantir a segurança dos pacientes que enfrentam os sintomas da COVID-19, o Americas Serviços Médicos acaba de lançar um serviço de Tele Orientação para pacientes de risco, com suspeita ou confirmação da doença e em isolamento domiciliar.

O sistema, implementado nos hospitais do grupo, viabiliza o contato com os pacientes remotamente, a partir do dia seguinte à consulta no pronto atendimento. As interações incluem perguntas sobre o estado clínico e, quando indicado, complementadas por teleconsulta e até reencaminhamento ao hospital, para atendimento presencial.

Trata-se de um serviço oferecido sem nenhum custo adicional ao paciente, e no momento que é identificado como suspeito ou caso confirmado de COVID-19 ele é convidado a entrar no programa, na etapa da alta hospitalar. Na sequência, recebe três tarefas: acessar um link sobre a doença, responder a um questionário sobre suas condições crônicas e registrar diariamente sua temperatura corporal. A partir do dia seguinte, o paciente responde também um boletim diário sobre seus sintomas. Esses parâmetros conferem subsídios para os próximos passos da conduta médica, coordenados por uma equipe clínica, que acompanha diariamente o estado de saúde do paciente.

Os serviços de Tele Orientação são coordenados a partir dos Covid Centers do Americas Serviços Médicos, instituídos no Samaritano Paulista, em São Paulo e, no complexo médico-hospitalar Americas Medical City, no Rio de Janeiro. “Esses centros foram organizados, no modelo de coorte, para oferecer uma atenção mais especializada aos pacientes, seja no ambiente hospitalar ou domiciliar”, explica Lais Perazo, diretora médica do Americas Serviços Médicos.

“Nossa experiência com telemedicina vem se intensificando e sempre com muito bons resultados para os nossos pacientes”, destaca.  Em 2011, o Americas Serviços Médicos instituiu a Telemedicina entre os hospitais do grupo para as doenças em que o tempo do diagnóstico é determinante para a evolução do paciente, como as cardiovasculares e neurológicas.

Em 9 anos, mais de 60.000 pacientes se beneficiaram por condutas precisas discutidas entre médicos que consultavam uma segunda opinião nos serviços de Telemedicina em Neurologia, do Hospital Pró-Cardíaco (RJ); e em Neurologia e Cardiologia, do Hospital Samaritano Paulista (SP).

“Foi em 2020 que passamos a oferecer a telemedicina diretamente aos pacientes em condições clínicas muito sensíveis como os oncológicos, os que realizaram transplantes e os com imunidade muito baixa. Então, nós vimos, de fato, a relevância da continuidade em domicílio da atenção médica iniciada ou muito dependente do hospital”, finaliza a médica.

Fonte:

https://saudebusiness.com/mercado/americas-servicos-medicos-lanca-teleorientacao-para-pacientes-suspeitos-e-confirmados-de-covid-19/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP