ABRAMGE – Impactos econômicos da Telemedicina na saúde suplementar

ABRAMGE – Impactos econômicos da Telemedicina na saúde suplementar

O que antes era uma possibilidade, hoje é uma realidade. A Telemedicina, liberada em março deste ano, devido ao COVID-19, já uma prática vivenciada por operadoras, hospitais, profissionais de saúde e usuários de todo o país. Mas, o que isso representa em termos econômicos? A partir do momento que não há mais a necessidade de deslocamento de profissionais, pessoas e equipamentos, pode haver de fato uma redução de custos? Quer descobrir as respostas para estas e outras questões sobre o tema?

TOP