40% DOS INFECTADOS PELA COVID-19 NA CIDADE DE SP NÃO TIVERAM SINTOMAS

Uma pesquisa feita pela prefeitura de São Paulo mostra que 40% das pessoas que já tiveram covid-19 na cidade não apresentaram sintomas. O dado é resultado da terceira fase do inquérito sorológico, apresentado nesta terça-feira, 28, e que tem o objetivo de identificar o tamanho da pandemia na capital.

A pesquisa ainda revela que pelo menos 1,32 milhão de pessoas foram infectadas pelo coronavírus. Considerando a população de 12,25 milhões, a prevalência na cidade seria de 11,1%. Nas duas etapas anteriores do estudo, este número estava em aproximadamente 1,2 milhão, com prevalência de 9,8%.

De acordo com o secretário da Saúde, Edson Aparecido, este número aumentou porque mais pessoas se infectaram pelo SARS-CoV-2. No último boletim divulgado pela pasta, a cidade tem 207.933 casos confirmados e 9.315 mortes.

“A discrepância é porque grande parte da população não apresentou sintomas e, por isso, não precisou de atendimento médico. Os números da pesquisa mostram de maneira muito objetiva isso”, disse o secretário em entrevista coletiva nesta terça-feira.

Ainda de acordo com Edson Aparecido, pesquisas ao redor do mundo indicam que 80% das pessoas contaminadas seriam assintomáticas, por isso são necessários mais testes para avaliar esta prevalência na cidade.

Outro dado do estudo mostra que pessoas que moram em região de periferia e negros têm mais chances de contrair a doença. No caso da população negra e parda, a possibilidade de contaminação é 60% superior que na população branca.

Metodologia

A primeira fase do inquérito sorológico foi feito em junho, quando 5.664 pessoas foram testadas. Na segunda etapa, o número de pessoas subiu para 5.772. Agora, nesta terceira fase foram 5.760.

O teste feito é o chamado imunocromatográfico, que tem uma taxa de confiabilidade de 99%. Ele identifica pessoas que têm o anticorpo da covid-19, ou seja, já contraíram a doença em algum momento.

Todos os testados foram determinados por sorteio e distribuídos nas 472 Unidades Básicas de Saúde da cidade. Ao todo, o estudo terá nove etapas.

A partir da próxima fase, a prefeitura vai fazer uma testagem paralela para identificar a taxa de contágio em crianças e adolescentes, com menos de 18 anos. O objetivo é analisar os casos de infecção e determinar o retorno das atividades escolares.

Uso de máscara reduz contágio

Os pesquisadores identificaram que somente 9% das pessoas que usam máscara em todas as ocasiões foram infectadas pelo coronavírus. Este número salta para 30% quando o uso do item de segurança é ocasional.

O mesmo ocorre com a adesão ao isolamento social. Apenas 8% das pessoas que estão respeitando as regras de sair somente quando necessário tiveram a covid-19. Para quem não restringiu a circulação, o contágio foi de 25%.

Fonte: https://exame.com/brasil/estudo-40-dos-infectados-pela-covid-19-na-cidade-de-sp-nao-teve-sintomas/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP