4 MESES DE QUARENTENA DEPOIS, SP TEM RECORDE DE CASOS DIÁRIOS DE COVID-19

O estado de São Paulo registrou recorde diário de casos confirmados de covid-19 nesta quarta-feira, 22. Segundo dados divulgados pela Secretaria da Saúde, foram 16.777 novas infecções nas últimas 24 horas, o maior número desde o início da quarentena, há quatro meses.

A alta registrada não leva em conta o balanço do dia 19 de junho em que foram registrados mais de 19.000 novos casos. O valor, naquela ocasião, foi em decorrência de um problema no sistema do Ministério da Saúde que compila os dados e os resultados ficaram represados.

O estado tem um total de 439.446 testes positivos e 20.532 mortes causadas pelo SARS-CoV-2. A taxa de ocupação de leitos de UTI está em 64% na Grande São Paulo e 66,5% em todo o estado.

De acordo com João Gabbardo, coordenador executivo do Centro de Contingência da covid-19, apesar do aumento, se analisar os números por semana epidemiológica, o estado teve uma queda de 22%.

“De domingo até quarta-feira nós tivemos 27.000 novos casos. Na semana anterior, nos mesmos quatro dias, foram 35.000. Por isso esta alta de um único dia não nos preocupa. Acredito que deve ter sido por causa de uma demanda reprimida de resultados em laboratórios do estado”, disse ele em entrevista coletiva nesta quarta-feira.

As semanas epidemiológicas são estabelecidas por convenção internacional para o controle e a apuração de dados sobre uma epidemia ou pandemia. Sempre são contadas de domingo a sábado. Atualmente estamos na 30ª que começou no dia 19 de julho.

Do total de pessoas diagnosticadas com a doença, a maior parte está no interior, com 170.515. A capital paulista tem um acumulado de 167.801 casos.

Quarentena

O estado de São Paulo está em quarentena desde o dia 24 de março. Há dois meses começou um processo de reabertura da economia, chamada de Plano São Paulo. A diretriz é feita em fases que vão da vermelha 1, a mais restrita, até a azul 5, a com a volta total das atividades.

O plano divide o estado em 17 regiões. É atualizado a cada duas semanas levando em conta vários quesitos, como taxa de ocupação de leitos, variação de novos casos e de novos óbitos no período. A próxima atualização é na sexta-feira, 24.

Há uma expectativa da mudança de fase em algumas regiões, como na capital paulista. Quando a cidade foi classificada na fase amarela 3, a taxa de ocupação de leitos de UTI estava em 67%. Nesta quarta-feira a taxa está em 64%.

Caso progrida para a fase verde 4, o comércio e os shoppings, por exemplo, poderiam abrir com uma capacidade de 60%. Atualmente este valor é de 40%.

Fonte: https://exame.com/brasil/4-meses-de-quarentena-depois-sp-tem-recorde-de-casos-diarios-de-covid-19/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP